Composições amazonenses viram obras clássicas no E-book Concertos Amazônicos

O maestro Paulo Marinho irá lançar seu primeiro livro, intitulado “CONCERTO AMAZÔNICO – A floresta em partituras”.

O livro, que terá o formato digital, será uma coletânea de vinte obras de compositores eruditos e contemporâneos do Amazonas, que ganharão novos arranjos clássicos para serem executados por solistas, orquestra e coral e terá distribuição gratuita via internet.

Além dos arranjos e orquestração em partituras, ideia central do livro digital, a obra será́ ilustrada e enriquecida com fotos e relatos da história de vida e da carreira dos compositores, curiosidades a respeito das obras e do processo criativo, e contará com ilustrações feitas por grandes artistas plásticos amazonenses como: Moacir Andrade, Rui Machado e Rosemberg Prado.

Segundo o autor e maestro, Paulo Marinho: “O e-book: Concerto Amazônico, representa um investimento precioso num processo fundamental de reconhecimento, ampliação da divulgação dos Mestres e Mestras da poesia e da música amazonense, como Nivaldo Santiago, Lindalva Cruz, Thiago de Mello, Lucinha Cabral, Pedro Amorim, Chico da Silva, Aldísio Filgueiras, Anibal Beça, Emerson Maia, Celdo Braga, Torrinho, Sidney Rezende, Armando de Paula, Adal, Mencius Melo, Ronaldo Barbosa, José Cardoso, Ariosto Braga, entre outros, sendo uma forma de preservação do trabalho de gerações de músicos e compositores, num importante legado que salvaguarda a memória e a música produzida no Amazonas”

Também será lançado um site oficial e exclusivo do projeto com o Livro em PDF, partituras dos instrumentos e vocais em PDF, os arquivos originais em formato editável, em Sibelius, tudo para que outras orquestras possam, a partir do arranjo original fazer suas adaptações adequando à sua realidade, da pequena à grande orquestra, uma vez que nem todas terão a estrutura dos naipes para reproduzir os arranjos propostos no livro.

“Com esses recursos e facilitadores espero contribuir com a difusão da arte musical amazonense e que pessoas no Brasil e no mundo, estudantes de música, grupos musicais, orquestra e corais de qualquer formação possam conhecer e tocar a música amazônica, É com esse espírito que o Concerto Amazônico almeja chegar a todos os cantos.” Diz Marinho.

E, para que o projeto tenha a garantia técnica real, nesta sexta-feira, 12 de novembro, no Teatro Amazonas, das 10h às 12h a Orquestra: Amazonas Filarmônica irá executar um ensaio técnico das 20 obras do CONCERTO AMAZÔNICO – A floresta em partituras de Paulo Marinho.

O objetivo deste ensaio é fazer uma verificação prática dos arranjos e partituras que serão disponibilizados ao público. Esta ação de execução das músicas será limitada apenas aos integrantes da Amazonas Filarmônica, arranjadores e contará com a participação de: Marcia Siqueira, PA Chaves, Josenor Rocha, Sofia Amoedo, Matheus Fugita, Adonnay Júnior no violão e Tércio Macambira na percussão popular.

Por se tratar de um ensaio técnico, não será aberto ao público. O e-book Concerto Amazônico – A floresta em partituras, será lançado na primeira quinzena de dezembro. Na ocasião será divulgado o site e mais detalhes do projeto digital. “Estamos planejando a montagem e lançamento do Concerto no primeiro semestre de 2022, onde a população poderá assistir a Amazonas Filarmônica executando as poesias amazonense em formato erudito, com a participação de cantores convidados, Coral do Amazonas, Corpo de Dança do Amazonas, cenografia e projeção de imagens num espetáculo único de um projeto que promete propagar o melhor de nossa cultura para o mundo” nos informa de primeira mão Paulo Marinho.

O projeto conta com o apoio da Secretaria de Estado de Cultura e Economia Criativa do Amazonas e do Governo do Estado do Amazonas e é um projeto contemplado pelo PROGRAMA CULTURA CRIATIVA – 2020/LEI ALDIR BLANC – PRÊMIO FELICIANO LANA DO GOVERNO DO ESTADO DO AMAZONAS, com apoio do GOVERNO FEDERAL – MINISTÉRIO DO TURISMO – SECRETARIA ESPECIAL DA CULTURA, FUNDO NACIONAL DE CULTURA.

ENTENDA O PROJETO

Concerto Amazônico – A floresta em Partituras é o sonho que se transforma em realidade. O maestro Paulo Marinho prepara-se para lançar seu primeiro livro contendo o resgate e o registro de uma coletânea de vinte obras de compositores eruditos e contemporâneos do Amazonas, que ganharão novos arranjos para serem executados por solistas, orquestra e coral e terá distribuição gratuita via internet, em formato de livro digital, proporcionando abrangente difusão cultural da música produzida no Amazonas.

O livro digital Concerto Amazônico contará com a complementação de outros conteúdos que ficarão disponíveis dentro de um website criado especialmente para o projeto. No site estarão disponíveis arquivos em PDF e arquivos editáveis das partituras no formato Sibelius para serem baixados livremente e que poderão ser adaptados para qualquer tamanho de orquestra, da maior à menor, além de galeria de fotos e vídeos mostrando o processo de produção do livro e depoimentos da equipe e seus autores.

 O e-book Concerto Amazônico – A Floresta em Partituras contará com obras instrumentais, Canto Coral, Popular Erudito, Canto solo acompanhado por Orquestra, entre outras, com arranjos do próprio autor da obra Paulo Marinho, do saudoso Mestre Nivaldo Santiago, de Célio Vulcão, de Moisés Rodrigues e de Gabriel Lima. Além dos arranjadores, há uma equipe de profissionais responsável pela finalização dos arranjos como Gabriel Lima (análise e revisão da orquestração), Agildo Barbosa (escrita das melodias do canto e letras), Tércio Macambira (análise e revisão dos arranjos de percussão popular), Adonnay Júnior (análise e revisão dos arranjos de violão), Hilo Carriel, Dhijana Nobre e Gabriel Lima (revisão dos arranjos dos coros) e Otávio Simões (revisão geral).

O livro conta ainda com organização e edição de textos de Cristiane García, design gráfico e editorial de Yasmin Silvestre, produção de material iconográfico de Gisele Menezes e será ilustrado com obras de artistas plásticos consagrados como Moacir Andrade, Rui Machado, Jair Jackmont e Rosemberg Prado.

Além da preservação cultural, do resgate histórico e da revitalização dessas músicas para uma roupagem mais atual, o grande objetivo desta obra é criar  uma oportunidade para que músicos, orquestras e corais de outras regiões e nacionalidades, mas principalmente do Amazonas, possam ter acesso às partituras de composições eruditas e contemporâneas amazonenses para executar em seus repertórios, o que até́ agora ainda não foi possível, uma vez que esta será́ a primeira coletânea inédita, de fácil acesso, a ser disponibilizada para todos os públicos.

Roteiro Musical

PARTE 1- A POÉTICA

  1. Porto de Lenha – Torrinho e Audísio 
  2. Lamento as águas – Nivaldo Santiago
  3. Faz escuro, mas eu canto – Thiago de Melo e Monsueto Menezes
  4. Amazônia Sonha Brasil- Sidney Rezende
  5. Marapatá – Aníbal Bessa e Armando de Paula

PARTE 2 – COTIDIANO AMAZÔNICO

  • Solo Amazônico -Timóteo Esteves 
  • Caminhos de rio– Natasha Andrade
  • Amazonas – Chico da Silva
  • Brasileira – Lucinha Cabral 
  • Amazônico – Adal

PARTE 3 – O SACRO

  1. Salmo 146 – Paulo Marinho
  2. Ave Maria – Pedro Amorim
  3. Salmo 150 – Paulo Marinho

PARTE 4 – A FLORESTA, MITOS E LENDAS

  1. Canto da floresta – Celdo Braga e Osmar Oliveira
  2. Lenda da Vitória Régia – Paulo Marinho, Adonnay Júnior e César Lima
  3. Uirapuru Canta -Lindalva Cruz,  José Cardoso  e Eliberto Barroncas
  4. Lamento de Raça – Emerson Maia

PARTE 5 – O FESTEJO

  1. Apocalipse Carajá – Mencius Melo
  2. Saga do Canoeiro – Ronaldo Barbosa
  3. Vento Norte – José Cardoso e Ariosto Braga

Sobre o autor

PAULO MARINHO é Maestro arranjador, compositor, pianista, professor, produtor musical, empresário e membro fundador da Academia Amazonense de Música.

Criador de diversos arranjos para a Orquestra Amazonas Filarmônica, Orquestra da Câmara do Amazonas e Coral do Amazonas, entre os quais destacam-se os arranjos para Concerto de Recepção do Príncipe Charles e Concerto de Recepção do cineasta James Cameron durante o Fórum Internacional de Sustentabilidade, entre outros. É compositor da Ópera Cabocla Boi de Pano que fez parte da programação do IV Festival de Ópera do Amazonas, em 1998. Produziu mais de 500 CDs de artistas locais e é produtor dos principais shows e eventos do Governo do Estado do Amazonas e da Prefeitura de Manaus, tais como: Réveillon na ponta Negra, Concerto Oficial das Olimpíadas, Concerto Oficial da Copa, dentre outros. Foi diretor musical e arranjador do Festival Amazonas de Música de 2012 a 2017, além de ser o criador do projeto do festival. Em 2017, compôs, arranjou e produziu o Concerto de Natal do Governo do Estado, intitulado Ceci e A Estrela: O Natal na Floresta, protagonizado por alunos do Liceu de Artes e Ofícios Claudio Santoro, com a participação da Orquestra Amazonas Filarmônica, Orquestra de Violões do Amazonas, Amazonas Band, Coral do Amazonas, Grupo Vocal do Coral do Amazonas e Madrigal da Casa Ivete Ibiapina.

Marinho acumulou nos últimos anos mais de 30 prêmios publicitários além de compor trilhas e sound design para filmes de longas metragens, curtas metragens e séries.

É atualmente o compositor mais premiado no Festival da Canção de Itacoatiara, com 19 prêmios. Possui 05 prêmios no Festival de Teatro do Amazonas (melhor trilha sonora); 03 prêmios no Festival de Cinema do Amazonas (melhor trilha sonora).

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *